Páginas

sábado, 23 de julho de 2016

Lately life has made me numb

Como eu havia prometido no post passado, cá estou eu, atualizando o blog. Acontece que eu não ia conseguir viver sem esse cantinho; mesmo que eu publicasse meus textos em 389 plataformas diferentes, eu sempre vou voltar pra cá. Este blog é o que chamo de lar, doce lar.

Não sei se vocês perceberam, mas meu cabelo não tá mais branco (já faz um tempo, actually). Acontece que cabelo branco é chato demais pra cuidar ZzZz então fui na louca e enruiveci (amo neologismos). De início fui pra um ruivo acobreado e depois, por acidente, acabei deixando o cabelo vermelho.

Nóis mira no cobre avermelhado e acerta no vermelho intenso #redheadproblems

Sobre as minhas férias: é aquela história de sempre, a consciênca pesada por não fazer nada produtivo, as tentativas fracassadas de retomar as leituras que deixei de lado quando acabaram as últimas férias, binge watching séries como se eu me importasse (porque, sinceramente, eu não me importo), essas coisas. Continuo estudando um pouquinho das coisas relacionadas a espiritualidade aqui e ali, continuo indo no terreiro (inclusive fui recentemente batizada e pretendo escrever sobre isso um dia) e buscando as minhas forças com os guias espirituais. Sinto que já evolui bastante como médium, embora eu saiba que é um processo lento e que vai demorar pra que eu possa dar o próximo passo nessa caminhada (o famoso "ir para o toco", ou seja, dar consultas ao invés de apenas passes), e eu tô muito bem assim, obrigada.

Apesar de parecer que a minha vida anda bem parada, tem muita coisa acontecendo. Felizmente a maior parte dessas coisas são boas, outras nem tanto, algumas eu ando fugindo, com medo de encarar. Faz parte da vida, né. E ainda assim eu continuo bem tristonha no dia-a-dia. Acredito que algumas coisas continuam pesando no meu inconsciente e tem algumas situações que tem me deixado magoada e eu tô num baita conflito interno tentando descobrir o que eu deveria fazer.

Por muito tempo já aceitei muita coisa que me deixava mal só pra não causar incômodo, mas agora eu percebi que não posso continuar fazendo tão mal a mim mesma dessa maneira, e tô precisando tomar uma atitude, só que eu não posso simplesmente jogar fora uma coisa que sinto que vale a pena (again? really? oh sweetie). E aí que mora o problema: adaptações exigem sacrifícios que nem todos estão dispostos a fazer.

Eu sei lá o que eu faço com essa vida.
Ugh.


Just make me feel special and make me feel loved
Make me feel something, lately life's made me numb
gnash - Ilusm

3 comentários

  1. Maria, ainda bem que você vai continuar postando aqui! <3 Aliás, to amando esse layout com as flores de fundo, lindão.

    Sobre o cabelo, bem-vinda ao time das ruivas! hahaha Ficou linda assim, tudo bem que sou suspeita pra falar porque amo vermelhão, mas ficou muito bem em você! <3 (e o batom vermelho, pfto *-*)

    Olha, eu nem faço ideia de como é lá na Umbanda, mas só de poder dar passes já mostra que sua mediunidade está desenvolvida. Aliás, quero saber dessa história do batismo, conta sim! <3

    Bom, eu desejo muita força para você e estou sempre mandando energias positivas. :)

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Maria, não tem cor de cabelo que não te deixe maravilhosa, aff! Que linda você toda ruiva! Um dia eu gostaria de me colocar ruiva só pra saber como é, mas aí logo fico com preguiça por conta de todo o cuidado, de ter que descolorir, e ahh, quem sabe na próxima vida eu já venha ruiva de fábrica.

    E ó, não se sinta com a consciência pesada por não estar fazendo coisas "úteis" nas férias. Esses são tempos para descansar, olhar pro teto, olhar pra quina. Aproveita pra fazer vários nadas mesmo!

    Beijo, beijo!

    ResponderExcluir
  3. Florrr, que cor de cabelo linda <3 Estou apaixonada!

    Ah, boa sorte na evolução do teu caminho espiritual, é algo muito prazeroso de se trilhar!

    Beijão ;*

    ResponderExcluir