Páginas

segunda-feira, 30 de maio de 2016

I woke up this morning and I saw a door, an open door leading to a brick wall. I could have felt like my life was going nowhere and that there was no hope for me, but instead I felt grateful. I knew that the door wouldn't lead me anywhere, but I also knew that I wouldn't have to waste my time trying to open it just to find the brick wall behind. And I saw our friends and the looks they threw at me and I realised that's not where I belong, I realised it was okay if I shut the door anyways because in the end no one really cared; we were all on the same boat.

I woke up this morning and I saw a door, an open door leading to a brick wall.

And nevertheless, I felt grateful.

2 comentários

  1. Oi Maria <3
    Não sei se entendi o seu texto, hahaha! Mas entendo que reconhecer alguns limites e estar ok com eles é muito bom. Ao menos, foi o que ficou pra mim.

    Sobre o post anterior, eu nunca nem ouvi falar do serviço que você mencionou e me senti toda desatualizada. Ao menos da minha parte, fique tranquila: to no mesmo blog há mil anos, HAHAHAHAHA! E se o weblogger não tivesse morrido, talvez até na mesma url XD

    Um beijo querida! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não digo que reconheci limites, mas aceitei o desfecho de uma situação pela qual estava lutando com tudo o que podia, inutilmente. E eu me senti extremamente grata por saber que agora estava acabado, que eu sabia já que não adiantava mais, e que eu podia descansar.

      Poxa, teve uma onda de blogueiras que migrou pras newsletters e aí do nada ninguém mais posta no blog. Muitos dos blogs que eu acompanhava não tem mais tanto conteúdo porque as pessoas já estão falando tudo nas newsletters. Achei chato demais. :(

      Fico feliz que esteja no mesmo blog, mas poxa vida, ele está em hiatus! :( HAHAH

      Excluir